Revalidação do CR (By Elias Cunha)

ORIENTAÇÕES GERAIS

a. O processo de concessão, revalidação ou apostilamento ao registro é constituído de: requerimento, documentos anexos e comprovante de pagamento da taxa.

b. O requerimento (anexo B3) deve ser preenchido e anexado como a primeira folha do processo.

c. A cópia do comprovante do pagamento da taxa corresponde (GRU) deve ser anexada como último documento do processo. A GRU deve ter sido emitida há menos de noventa dias, considerando a data de protocolo do processo.

PASSO A PASSO:

 

Download do Requerimento:

Passo 1 – Iniciar o preenchimento do Requerimento, fazer o download aqui

 

Instruções de preenchimento do Requerimento:

Passo 2 – Defina o destinatário do Requerimento: 

Por exemplo: Ao Sr. Comandante da 2ª Região Militar         

 

Passo 3 – No item 1., preencha os dados do Requerente;

 

Passo 4 – No item 2., defina como objeto o item “Revalidação de registro”;

 

Passo 5 – 

No item 3. ATIVIDADES COM TIPOS DE PRODUTOS, deixar todos os espaços em branco, da seguinte maneira:

3. ATIVIDADES COM TIPOS DE PRODUTOS
Nº DE ORDEM DO(S) PCE (vide Anexo B4) TIPO DE PRODUTO (vide Anexo B4) ATIVIDADE(S) COM TIPO(S) DE PCE (vide Anexo B5) QUANTIDADE DECLARADA (vide Anexo B5 informações complementares)

 

Passo 6 – Documentos anexos

Verificar e providenciar a documentação listada a seguir (conforme Anexo A da Portaria 51 COLOG, de 08 SET 15):

DOCUMENTAÇÃO COMPROVAÇÃO OBSERVAÇÃO MODO DE APRESENTAÇÃO
Identificação pessoal
Pode ser:
a) carteira de identidade; ou
b) carteira de trabalho; ou
c) carteira profissional; ou
d) passaporte; ou
e) carteira de identificação funcional; ou
f) outro documento público que permita a identificação do indiciado.
Cópia
Comprovante de endereço residencial
Pode ser:
a) conta de água; ou
b) conta de luz; ou
c) conta de telefone fixo; ou
d) conta de gás.
Quando na conta expedida pela concessionária constar nome distinto do requerente, o comprovante da prova de residência deve estar acompanhado de declaração do responsável pelo imóvel.
O comprovante de residência deve ter sido emitido há menos de 90 dias, considerando a data do protocolo do processo de concessão de CR.
Cópia
Comprovante de endereço de acervo
Pode ser:
a) conta de água; ou
b) conta de luz; ou
c) conta de telefone fixo; ou
d) conta de gás.
Quando na conta expedida pela concessionária constar nome distinto do requerente, o comprovante da prova de residência deve estar acompanhado de declaração do responsável pelo imóvel.
O comprovante de residência deve ter sido emitido há menos de 90 dias, considerando a data do protocolo do processo de concessão de CR.
Cópia
Idoneidade
Certidões negativas de antecedentes criminais das Justiças:
– Federal;
– Estadual (incluindo Juizados Especiais Criminais);
– Militar; e
– Eleitoral.
Estão dispensados: os integrantes dos órgãos, instituições e corporações mencionados nos incisos I e II do caput do art. 6º da Lei nº 10.826/03, os magistrados e os membros do Ministério Público.
Certidão eletrônica ou cópia
Declaração escrita de não estar respondendo a inquérito policial ou a processo criminal.
Conforme anexo V do R-105.
Documento assinado
Capacidade
Capacidade técnica comprovada por instrutor de armamento e tiro registrado pela Polícia Federal.
Estão dispensados da capacidade técnica: – Os integrantes dos órgãos, instituições e corporações mencionados nos incisos I, II e VI do caput do art. 6º da Lei 10.826/03. – O interessado que comprove estar autorizado a portar arma da mesma espécie daquela a ser adquirida, desde que o porte de arma de fogo esteja válido e o interessado tenha se submetido a avaliações em período não superior a um ano, contado a partir do requerimento de aquisição (§6º do art. 12 do Decreto 5.123/04). – As pessoas físicas que solicitarem concessão e revalidação de CR para colecionamento e as pessoas jurídicas.
Conforme anexo II da INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 111 – DG/PF, de 31 de janeiro de 2017
Atestado de aptidão psicológica
A aptidão psicológica deve ser expedida por psicólogo registrado no respectivo conselho de classe.
A validade do laudo psicológico é de três anos.
Estão dispensados da aptidão psicológica os integrantes dos órgãos, instituições e corporações mencionados nos incisos I, II e VI do caput do art. 6º da Lei 10.826/03, os magistrados e os membros do Ministério Público, desde que no serviço ativo e com estabilidade.
Documento original e cópia ou cópia autenticada
Autorização judicial
Somente para CR de atirador menor de 18 anos.
Cópia da autorização
Instalações
Declaração de segurança do acervo
Conforme Anexo A3: DECLARAÇÃO DE SEGURANÇA DO ACERVO, da Portaria 51 COLOG, de 08 SET 15.
Documento original assinado
Informações complementares
Termo de Ciência, Compromisso e Responsabilidade
Conforme Anexo A2: TERMO DE CIÊNCIA, COMPROMISSO E RESPONSABILIDADE, da Portaria 51 COLOG, de 08 SET 15.
Documento original assinado
Declaração de filiação a entidade de tiro desportivo ou de caça, conforme o caso.
Conforme Anexo A4: DECLARAÇÃO DE FILIAÇÃO A ENTIDADE DE TIRO DESPORTIVO OU DE CAÇA, da Portaria 51 COLOG, de 08 SET.
Aplicável para atirador desportivo e caçador.
Não se aplica aos integrantes das Forças Armadas, da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal, magistrados, membros do Ministério Público, aos oficiais, subtenentes e sargentos das Polícias Militares estaduais, aos oficiais, subtenentes e sargentos dos Corpos de Bombeiros Militares estaduais, aos integrantes das Polícias Civis, e Auditores Fiscais da Receita Federal, desde que tenham estabilidade.
Documento original com timbre oficial da entidade de tiro desportivo e assinatura do presidente
GRU e seu comprovante de pagamento de taxa
Anexação do comprovante de pagamento da taxa (no caso de entrega de documentação por meio físico).
Cópia do comprovante

► download do TERMO DE CIÊNCIA, COMPROMISSO E RESPONSABILIDADE editável

► download da DECLARAÇÃO DE SEGURANÇA DO ACERVO – DSA editável

► download da DECLARAÇÃO DE FILIAÇÃO A ENTIDADE DE TIRO DESPORTIVO editável

Observação:  fica dispensada a apresentação de documentação para apostilamento na hipótese de já ter sido apresentada, por ocasião da concessão ou da revalidação do registro, e estiver na validade (art. 6º da ITA 10, de 04 jul 17).

PASSO 7 – OUTRAS SOLICITAÇÕES DE APOSTILAMENTO – Preencher quando o objeto do apostilamento (PCE ou atividade) não constar da tabela de atividades e documentação

 

PASSO 8 – INFORMAÇÕES JULGADAS ÚTEIS – Adicionar informações ou esclarecer o objeto da solicitação, quando o requerente considerar conveniente.

 

Preenchimento da Ficha de protocolo e despacho:

Passo 9 – Ficha de protocolo e despacho – fazer o download aqui  e preencher os dados do solicitante e, se for o caso, do procurador.

 

Pagamento da taxa:

Passo 10 – Pagamento da taxa

Emitir a Guia de Recolhimento da União (GRU), utilizando os dados da tabela abaixo: 

Processo
Pessoa Física
Unidade Gestora (UG)
Gestão
Nome da Unidade
Código de Recolhimento
Nr de Referência
Valor* (R$)
REVALIDAÇÃO
167086
00001
Fundo do Exército
11300-0
20224
50,00

► Para emitir a GRU, clique aqui.

ATENÇÃO: o simples agendamento bancário não comprova o pagamento da taxa.

 

Organização do processo e entrega:

Passo 11 – Juntada dos documentos

Em uma pasta branca sem elástico, organizar todos os documentos seguindo esta ordem:

Ordem Documento Qnt. vias
Folha zero
Ficha de protocolo e despacho
01 via
Primeira folha
Requerimento
01 via
Folhas seguintes
Documentos obrigatórios
01 via (cada)
Penúltima folha
Documento do procurador (se for o caso)
01 via
Última folha
GRU emitida com seu comprovante de pagamento
01 via

ATENÇÃO: se o processo envolve procurador, a procuração deve possuir firma reconhecida (conforme § 2º do art. 654 da Lei 10406).

 

Passo 12 – Protocolar a documentação na Região Militar de vinculação

 

CERTIDÕES CRIMINAIS

Abaixo seguem os links para solicitação das certidões de antecedentes criminais:

 

OBSERVÇÃO: no link abaixo estão os formulários que podem ser preenchidos

Normas para solicitação de Declarações

Normas para solicitação de Declarações

Prezados Associados.

Diante a imensa inadimplência ao Clube, o que pode provocar o encerramento das atividades do mesmo, e a transformação do terreno em loteamento para os sócios proprietários ativos, fica estabelecido o seguinte:

  1. Emissão de declaração somente após o pagamento do tempo de validade do CR.
  2. Laudos ou declarações avulsas somente sob a mesma forma de pagamento antecipado.
  3. Uso do ESTANDE por atiradores, militares ou policiais. Será cobrado uma mensalidade/homem/dia.
  4. Uso do ESTANDE por associados somente para os ADIMPLENTES.

Agradecemos pela compreensão.

A Diretoria.

 

digitalizar0001

INADIMPLÊNCIA NO CLUBE

Prezados Associados,
Diante do fato que um grande número de associados somente pagam o clube no momento da renovação do CR ou mesmo quando precisam de uma declaração, criamos a modalidade de DECLARAÇÃO PAGA.
Consiste na cobrança por declaração pois como o CR passa a valer de 3 a 5 anos cobraremos dos inadimplentes o valor das mensalidades atrasadas mais o período de vigência do CR.
Exemplo: Associado deve 1 ano e solicita declaração de filiação ou mesmo ranking o valor será R$ 720,00 do ano que não está pago mais R$ 2160,00 referente aos 3 anos que ele pode ficar despreocupado em pagar o clube até renovar novamente seu CR.
Contamos com a compreensão de todos.
Atenciosamente.

CTEGP

Curso preparatório para IAT

O CTEGP pretende a partir de fevereiro de 2017 iniciar curso de preparação para instrutores de armamento e tiro para seus associados.

Acreditamos que o curso dê suficiência aos alunos para prestar prova para avaliação afim de obter tal certificação.

Aguarde o calendário.

Cadastro para o Curso de Tiro

Prezado Candidato. Precisamos saber alguns dados sobre você para podermos preparar o material didático, alvos, munições e armamento. Por fim, os dados para a emissão do certificado e diploma para suas devidas necessidades.

Comentários ou perguntas são bem-vindos.

* indicates required field

Cursos no CTEGP

  1. Módulo Básico.
    • Conteúdo: Informações de alto nível técnico com fundamentos indispensáveis para o manuseio de armas de fogo seguro e eficiente. Inclui técnicas com vários tipos de exercícios práticos com revólver, pistola e carabinas ou espingardas.
    • A quem interessa:
      • Interessados na prática do tiro e das armas que nunca tiveram ou tiveram pouco contato com armas, este curso proporcionará um bom conhecimento da esfera no que se diz respeito a armas de fogo no Brasil, reconhecer tipos, modelos, nomenclaturas, calibres, marcas das armas mais atuais além de noções sobre legislação vigente atual tanto da Policia Federal, quanto do Exército Brasileiro e técnicas preciosas para a iniciação do tiro de precisão.
      • Interessados: esportistas e amadores do tiro, Iniciantes ao tiro, interessados no porte de armas.
    • Duração: 10 módulos teóricos virtuais; 5 horas de aulas práticas e teóricas; avaliação final.
    • Tipos de armas abordadas: Pistola, revólver, espingarda, rifle carabina e espingardas.
    • Total de disparos: 100
    • Idade Mínima: 21 Anos
  2. Curso IPSC Avançado.
    • Conteúdo: sobre as armas utilizáveis, normas e regras de segurança; classificação das armas; posições base; noções de balística; fundamentos do tiro de precisão; sistema de funcionamento do clube de tiro; pista de aplicação com pistola, revólver, espingarda e carabina, sistema de pontuação; táticas e técnicas.
      • Visa a aperfeiçoamento no uso esportivo (IPSC) de pistolas semiautomáticas e revólveres, aprimorando os fundamentos do Tiro Prático (IPSC).
      • Alvos: metálicos e de papel, em distancias que variam de 2 a 25 metros;
      • Exercícios sobre os seguintes tópicos:
        • Posição de Tiro, em Pé, Ajoelhado, Deitado e Barricado
        • Empunhadura
        • Tipos de Visadas
        • Controle de Gatilho
        • Controle de Recuo
        • Saque
        • Recarga
        • Cadência
        • Transição de alvos
        • Deslocamento lateral e frontal
        • Entrada e saída de posto
        • Mão Forte/Fraca
        • Alvos Móveis
        • Tiro em Movimento
        • Dicas de pistas.
      • Duração: dois dias de curso (aprox. 24 horas-aula).
      • Disparos: 400 cartuchos.
      • Exigências: Ser maior de 18 anos, não possuir antecedentes criminais.
      • Material que o aluno deverá apresentar:
        • Na inscrição via internet: preencher a ficha de inscrição e também enviar, por fax ou e-mail, RG e Atestado de Antecedentes Criminais atualizado.
        • No dia do curso: caso o aluno opte por levar armamento de sua propriedade, deverá apresentar o respectivo Registro e Porte de Arma ou GTE.
        • Material opcional: Arma, coldre, cinto, porta carregadores e colete balístico.
        • Caso o aluno traga seu armamento é obrigatório ter no mínimo três carregadores com capacidade de 15 tiros.
  1. Curso de Instrutor de Armamento e Tiro.
    • Requisitos: Ter mais de 21 anos; Não possuir antecedentes criminais; Envio de demais documentações pessoais que serão solicitados após reserva de matrícula.
    • Objetivo do Curso de Instrutor de Tiro:
      • Preparar o candidato aos métodos que estão sendo cobrados nos últimos credenciamentos, a nova grade 2016, com novidades, pontos contundentes e materiais com altíssimo embasamento técnico, científico e prático.
      • Formar instrutores de armamento tiro nos padrões de qualidade internacional além de prepará-los para que tenham excelentes chances no teste de Credenciamento feito pela Polícia Federal, atender a determinação do CONAT no sentido de normatizar a formação dos instrutores de Armamento e Tiro a serem credenciados pelo Departamento de Polícia Federal em âmbito nacional, em acordo com a Instrução Normativa Vigente, bem como a troca de informações e padronização de doutrinas e procedimentos pelos instrutores, docentes e discentes presentes no curso.
    • Metas do Curso de Instrutor de Tiro:
      • A principal meta do curso é traçar uma uniformização do que diz respeito à disciplina de armamento e tiro, nos seus mais variados aspectos técnicos e táticos padronizando o ensino a nível nacional aos Instrutores de Armamentos e Tiros credenciados pelo Departamento de Polícia Federal, bem como aos futuros candidatos, baseado na Instrução Normativa Vigente – Critérios para reconhecimentos de Certificado de Instrutor de Armamento e Tiro – CONAT – para aferimento de Registros de Armas de Fogo e para Atuação em Escolas de Formação de Vigilantes.
    • Público-Alvo: Todos aqueles que buscam tal formação que tenham um mínimo conhecimento no assunto, Instrutores de Armamento e Tiro credenciados pelo Departamento de Policia Federal cujos querem se enquadrar na nova normatização de formação, Instrutores de Armamento e Tiro de Escolas de Formação, aos candidatos ao credenciamento de instrutor de armamento e tiro pelo DPF e também atiradores desportistas em busca de conhecimento,  bem como candidatos ao Porte de Arma de Fogo.
    • Área de Atuação do Profissional: Após seu credenciamento pelo DPF, poderá atuar ministrando cursos, palestras e treinamentos aos interessados em aprender e aperfeiçoar as técnicas e conhecimentos do tiro. Estará apto a trabalhar como um parceiro sem vínculos e remuneração da Polícia Federal, prestando serviços como instrutor responsável pela emissão de laudos de capacitação técnica para os requerentes dos processos do SINARM como, Aquisição, Transferência, Renovação de Registro e Porte de Armas de Fogo. Caso tenha C.R. (EB), com este credenciamento, também poderá solicitar junto ao Comando do Exército o apostilamento da atividade de INSTRUÇÃO DE TIRO, podendo então emitir laudos de capacitação para aquisição e concessão de CR aos requerentes.
    • Metodologia:
      • Todas as disciplinas serão ministradas por profissionais com vasta experiência desde a esfera científica até a prática do dia a dia, nos mais conceituados centros de treinamentos nacionais e internacionais, oriundos da atividade pública ou privada, o ensino será dirigido ao futuro instrutor, usando as mais modernas ferramentas de ensino, valorizando principalmente a troca de informações do corpo discente, sem economia de tempo e conhecimento.
    • Conteúdo pedagógico:
      • Metodologia, Didática, Técnica de Ensino e Psicologia aplicada ao Ensino.
      • Primeiros Socorros, voltado ao Instrutor de Armamento e Tiro,
      • Legislação de Armas de Fogo no Brasil; Armas de Fogo, modelos, espécies e categorias de utilização de Armas de Fogo;
      • Nomenclatura, funcionalidade de peças e terminologia aplicada ao Armamento e Tiro;
      • Regras de Segurança;
      • Munições e Balística;
      • Conduta no Estande de Tiro;
      • Bases, Posições e Fundamentos do Tiro;
      • Desmontagem e montagem de 1º escalão; Manutenção; solução de Panes e Incidentes de Tiro; Verificação Parcial;
      • Manejo de Armas e Técnicas de Tiro;
      • Noções de Recarga de Munição;
      • Sigma e Sinarm – Noções de Legislação e Documentações.
      • Introdução ao Tiro “Sniper” – tiro a 100m com armas longas com aparelho de pontaria óptica (Luneta)

 

 

Lista de Partida 4ª Etapa do Campeonato Nacional – CBTE

Confederação Brasileira de Tiro Esportivo
http://www.intranet.cbte.org.br
Intranet Institucional
» lista de partida «
4ª Etapa do Campeonato Brasileiro de Car/Pst/RF 2016
Pará
Realização: 12/05/2016 a 15/05/2016
Carabina Mira Aberta 25m – Custom – Sênior
CL – Colocação, LC – Local da Prova, PN – Penalidade, RS – Resultado
CBTE Nome LC R1 R2 R3 PN RF  
1 02026 Alexandre Câmara Dantas – BRA – CE PA            
1 14417 Marcelo dos Santos Nunes – BRA – PA PA            
Carabina Mira Aberta de Ar – Sênior
CL – Colocação, LC – Local da Prova, PN – Penalidade, RS – Resultado
CBTE Nome LC R1 R2 R3 PN RF  
1 14236 Renato Almeida Corrêa dos Santos Filho – BRA – PA PA            
Carabina USBR Ar Comprimido – Springer (mola) – Principal
CL – Colocação, LC – Local da Prova, PN – Penalidade, RS – Resultado
CBTE Nome LC S1 PN RF  
1 13284 Tiago Pavie Cardoso Sampaio – BRA – PA PA        
Carabina USBR Ar Comprimido – Unlimited – Principal
CL – Colocação, LC – Local da Prova, PN – Penalidade, RS – Resultado
CBTE Nome LC S1 PN RF  
1 14417 Marcelo dos Santos Nunes – BRA – PA PA        
1 13284 Tiago Pavie Cardoso Sampaio – BRA – PA PA        
Carabina WRABF Ar Comprimido – Heavy Varmint – Principal
CL – Colocação, LC – Local da Prova, PN – Penalidade, RS – Resultado
CBTE Nome LC S1 PN RF  
1 13284 Tiago Pavie Cardoso Sampaio – BRA – PA PA        
Carabina WRABF Ar Comprimido – Light Varmint – Principal
CL – Colocação, LC – Local da Prova, PN – Penalidade, RS – Resultado
CBTE Nome LC S1 PN RF  
1 13284 Tiago Pavie Cardoso Sampaio – BRA – PA PA        
Duelo 20 Segundos – Pistola Calibre Maior – Master Masculino
CL – Colocação, LC – Local da Prova, PN – Penalidade, RS – Resultado
CBTE Nome LC R1 R2 R3 PN RF  
1 13344 Athos Garcia Treptow – BRA – PA PA            
Duelo 20 Segundos – Pistola Calibre Menor – Sênior
CL – Colocação, LC – Local da Prova, PN – Penalidade, RS – Resultado
CBTE Nome LC R1 R2 R3 PN RF  
1 07209 Antônio Fernando Cardoso Silva – BRA – PA PA            
Duelo 20 Segundos – Revólver Calibre Maior – Master Masculino
CL – Colocação, LC – Local da Prova, PN – Penalidade, RS – Resultado
CBTE Nome LC R1 R2 R3 PN RF  
1 13344 Athos Garcia Treptow – BRA – PA PA            
Duelo 20 Segundos – Revólver Calibre Maior – Sênior
CL – Colocação, LC – Local da Prova, PN – Penalidade, RS – Resultado
CBTE Nome LC R1 R2 R3 PN RF  
1 01664 Allan Henrique Fernandes Rendeiro – BRA – PA PA            
Duelo 20 Segundos – Revólver Snub – Master Masculino
CL – Colocação, LC – Local da Prova, PN – Penalidade, RS – Resultado
CBTE Nome LC R1 R2 R3 PN RF  
1 13344 Athos Garcia Treptow – BRA – PA PA            
Duelo 20 Segundos – Revólver Snub – Sênior
CL – Colocação, LC – Local da Prova, PN – Penalidade, RS – Resultado
CBTE Nome LC R1 R2 R3 PN RF  
1 01664 Allan Henrique Fernandes Rendeiro – BRA – PA PA            

4ª Etapa do Campeonato Brasileiro de Car/Pst/RF 2016

Prezados Associados,
Neste sábado dia 14 de maio de 2016 e domingo dia 15, teremos provas nacionais pela CBTE, sendo que sábado somente AR comprimido e domingo DUELO 20 e Carabina .22
Aguardamos os associados interessados e lembrando da necessidade da manutenção do ranking para revalidação da condição de atirador esportivo.
Aguardamos vocês.